Ainda bem…

imagesChega um tempo na vida que a conclusão é: confiar é bem mais que fechar os olhos e apostar, então, abre os olhos e contempla a vastidão de um horizonte que tem pela frente, quem sabe não exigente de tanta confiança, mas, exigente de fé!

Ter fé nem sempre exige apenas que você confie é necessário que acredite. Acredite, por exemplo, que seu convite oficial para as empreitadas de Deus estará sempre chegando. Ter confiança e somente só confiança, em algumas situações, não basta, cansa, ludibria.

Nesse caso esperar passa a ser sinônimo de perder tempo, então, você não espera tanto, deixa de criar as velhas expectativas. Aqui refiro-me às  expectativas antes até interessantes, hoje,  substituídas por previsibilidades sem graça. Tem dias e situações em que nada pior do que esperar um “EU JÁ SABIA”.

E no decorrer desse tempo você passa a pronunciar pra si mesmo(a) o “AINDA” como sinônimo de temporário, até que ainda sobrem forças para fazer prevalecer o melhor que há em si e não se deixar levar por ilusões do que poderia ser, não é, nunca foi e não vale mais tanto a pena esperar pra saber se será.

Anúncios

Tua ausência, minha falta!

E porque ela “existe” lembrei-me de ti

Trouxe-me lembranças daquele ontem que hoje me remetem aos feitos, aos não feitos e seus efeitos

Lembrei  dos jeitos, trejeitos e mais ainda dos bem feitos

Permiti-me saudá-la e nessas horas pensei no tanto que disse

Vejo agora as tuas prezadas razões

Entendo nesse presente tuas pertinentes preocupações

Manifestam-se em mim tuas verdades

Serei como deve ser, quem sabe como quis ensinar

Quem sabe assim eu aprenda mais, seguindo sem me importar

E por essa nomeada saudade faço-me em solenidade para não perder-me de tiImagem

Confia e segue

A dor? Ah, a dor…a dor às vezes por si própria anestesia!

O choro? Ah, o choro…que um dia cesse e quando vier sirva para lavar a alma, purificar o que de dor insistir em ficar!

O controle? Ah, o controle, o tal do controle às vezes serve pra não chorar ao ponto de desequilibrar.

Quer chorar? Vai…chora de emoção por alegrias obtidas, bênçãos recebidas, histórias bem vividas.

É pra interpretar o sentimento? Ah, tá! Interpretar…Tudo bem, quando o sofrimento chega nos entremeios ensina que: mesmo na dor, no sufoco do choro, o controle é a fé e o coro deve ser do amor por Deus, pela vida e pelas pessoas que te ajudam a ficar de pé e tentam te reensinar a cantar e voltar a sorrir. É também para ajudar a fixar na mente, na alma e no coração que nenhum ser humano tem amor maior, melhor, mais puro, fiel e verdadeiro que Deus.

Deus que acolhe, acalma, conforta, justifica, cuida, ensina, fortalece, glorifica e um dia chama!

Que por melhor que seja alguém que você ame, um dia falharás porque só Ele é perfeito e  te mostra a cada dia o Pai que é e os filhos que merece ter, estendendo as mãos para serem alcançadas, apertadas, te fazendo levantar com a coragem para viver os sagrados dessa passagem pela Terra!

Que tenhamos ainda que entre soluços, choros e risos uma voz vindo de uma chama interior para cantar os versos de Gonzaguinha…cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz, eu sei…que a vida devia ser bem melhor e será…mas isso não impede que eu repita…é bonita, é bonita e é bonita!Imagem

Uma volta de bicicleta

Imagem Um ato que pra muitos é nada ou passa despercebido me vem à mente em formato de filosofia, aprender a andar de bicicleta tem pra mim tanta simbologia!

Alcançar a sela, o pedal, desviar dos obstáculos ou passar por cima dos mesmos, equilibrar-se, cair, não saber fazer a curva, bambear, depois quando você já sabe sai pedalando livremente, olha não só pra frente, mas, pros lados, dando tchauzinho para quem fica pra trás. Quando você aprende prova pra si que sabe e ninguém mais lhe intimida,você deslancha, segue sentindo o vento no rosto, atravessa flores, jardins, pedregulhos, sobe calçadas, segue indo…quando quer aventura manda ver na orientação, pedala mais rápido, sobe rampas,propõe-se mais desafios e vai acertando,tentando errando,enfim,pra mim tem uma simbologia que vai muito além do simples ato.

Lembro com afeto dessa fase da minha vida, lembro das pessoas que se empenharam em me fazer conseguir seguir. Sabe o mais legal? Elas permanecem segurando minha garupa, me orientando e me aplaudindo a cada volta, a cada partida, a cada curva, tombo, tirada de rodinhas, corrida, parada, pés no chão, pés na calçada,enfim,elas continuam me vendo como aquela que vai conseguir aprender e nunca mais esquecer.São mais confiantes do que eu,mais empolgadas ou tanto quanto!

Elas adoram meu tchauzinho preenchido com um sorriso de orelha a orelha acompanhado do grito: – Consegui! Sei que é pra elas que eu devo levantar as duas mãos ainda pedalando, quando conseguir dar uma volta completa e nada mais me atrapalhar.  Elas não desviaram o foco para outras crianças,a elas interessava que eu aprendesse e saísse por aí ensinando,dando dicas, com todo aquele prazer que eu sinto em ajudar!

Vou lembrar sempre disso quando estiver ensinando meus filhos a andar assim quem sabe eles possam quando adulto ter a mesma satisfação plena de ver a coisa como hoje eu vejo.

Enfim, desejo que marquem seus filhos como fui marcada, dando valores às pequenas grandes coisas dessa vida, que sejam lembrados com tal amor como estes de quem vos falo sempre que tenho uma oportunidade e nos quais me inspiro para continuar pedalando pelas trilhas desse mundo!

Imagem

Queira saber!

ImagemCompartilhando a ideia de Shakespeare, um dia você aprende…  aprende tanto que esquece  o “Não quero saber”! Aprende tanto que faz questão de saber, só para ter o desfrute de querer aprender e não mais esquecer!

Aprende, por exemplo, que o melhor e-mail pode ser aquele que fica na caixa de enviados e nunca perde seu contexto, aquele do qual você não se arrepende de nenhuma palavra digitada. Aquele que passados anos e anos você lê, relê e conclui: era tudo que eu tinha que dizer, ainda que na sua caixa de entrada tenha ficado salvo tudo aquilo que você não deveria reler e sim esquecer.

Aprende que sinceridade tem um preço alto e amizade precisa de empatia porque nunca terá preço, mas, sempre terá o seu valor.

Aprende que desprezo tem peso de chumbo e se trocado não dói.

Aprende a duras penas que é direito seu ser amado (a), mas, dever e obrigação você só tem com quem te ama.

Aprende que confusão entre doçura, tolice, meiguice e burrice pode acontecer, mas isso não te impede de impedir.

Aprende que ser útil nunca é, nem será o bastante.

Aprende que só sabe de fato ensinar, quem um dia já aprendeu que nunca é tarde para assimilar e nunca é cedo para despertar, abrir os olhos e enxergar o que se passa em seu lugar!

Para a Cortês que sabe ser Bela!

downloadBeleza que não é útil, não se faz necessária, é supérflua!Belo por belo, na escolha pode ficar sem medo de ser feliz com um belo interior, daqueles que torna grande e dilata devido a todo poder de encantar, só dessa forma a beleza se faz útil e necessária!

Mas, essa não se mostra de cara num rostinho bonito, num corpinho esbelto e num sorriso largo que se esvaem se despedindo do tempo, mostrando fragilidade e a facilidade do seu poder de iludir, seduzir, seja lá como for!Isso fica a critério dos míopes que se deixam enganar, passando a ser uma questão de escolha que envolve caráter.

Sem entrar no mérito dessa escolha, prefiro dizer que o “belo” dito necessário, para revelar-se requer tempo útil, porém, revelado, torna claro o quanto a raridade e a utilidade desse mesmo, sobra sem poder faltar!

Não é seu aniversário, nem precisaria ser para que eu desejasse de cortesia não dias e noites de sol porque isso você sempre soube ter, mas, um amor de verdade por merecimento, pois, você sabe ser necessariamente bela!

Se é pra falar de amor…

Quando agente ama demais e tem o sentimentalismo impregnado na essência, qualquer distância é absurda, lidar com o tempo passa a ser tarefa das mais difíceis, as emoções se afloram a cada pensamento, a cada gesto e a cada telefonema.Escutar a voz, exige de nós um poder de concentração enorme para barrar qualquer derretimento de tanto solidez.
Quando esse amor é pilar, forte, crescente, vital, a necessidade de expressá-lo é sucumbida pela exigência em sentí-lo a ponto que palavras sejam dispensadas, uma infinitude de palavras seriam insuficientes para explicar,para fazer entendê-lo o que se passa aqui dentro.Ao mesmo tempo a saudade é tanta que impera um suspiro profundo, um entalo na garganta, um marejar nos olhos e a sensação de que o coração está sendo torcido, sabotado.
Nessa hora o jeito é torcer também o cérebro para controlar o emocional.Em alguns momentos esse controle é acionado,mas, quem disse que certos comandos nunca falham?
Coração quase sempre sabota cérebro,eles vivem em constante relutância e na saudade eles disputam campeonatos.Nessas horas, concordar com a autora Martha Medeiros: ” Amor é uma anarquia que dispensa palavras,nele não existe moral da história”, esclarece um pouco desse muito que extremistas como eu, fica sem saber explicar e renegados à expressar, pela insegurança de que palavras nunca irão bastar!
Por isso, ainda que os sentimentos não me deixem ser tão clara com as palavras, eis a necessidade urgente em sempre te dizer sobre o que eu sinto elevada à sexta potência desse amor eterno que só cresce aqui dentro por você.

Ilusão anula

Você contabiliza suas amizades, “popularidade”, grau de simpatia e poder de ser querido, agraciado ou benquisto pelo facebook?Acredita mesmo que a quantidade dos amigos nos contatos corresponde ao quanto você é amigável?Adiciona pessoas por total interesse?Conta no dia do aniversário quantos te parabenizaram no mural?Faz apelo para ser curtido, comentado e até para ser cutucado? Se sua resposta está explícita no seu próprio facebook, sinto muito você está perdido(a) e merece um cutuque de verdade! E já que anda permitindo tanto, com licença: quanta ilusão!Dizem que a inveja mata, a saudade maltrata, a vingança envenena, paixão cega e eu diria que a ilusão anula.

Fico me perguntando como você vivia sem esse suposto “respaldo” que se faz força motriz para todos os seus dias e não deveria. Como deixar que o virtual te iluda se você se acha tão inteligente?Por que permitir tanta fantasia se você tem uma vida real pela frente esperando para ser vivida na sua totalidade, sem perca de tempo e ainda abrindo as portas para todas as suas realizações?Como acreditar que você seja capaz de um dia superar, por exemplo, tanta carência expressa nos comentários e relatadas para tantos desconhecidos?

Para que se “despir” tanto, querer se iludir com tão pouco?Não seria melhor vestir a carapuça e tentar escapar dessa  rede, na qual se você cai é literalmente peixe?Por que se pautar dia a dia, já pensando no próximo post?Você é humano, cheio de fraquezas, pecado e inseguranças, ainda assim, prefiro apostar no seu racional.

Quem te conhece que NÃO te compre ou o contrário!Mas e quem não te conhece?Por que o FAKE no face? Você precisa mesmo disso?Você acredita em todos os comentários, solicitações de amizade? Não deveria substituir tantas crenças por essa: ACREDITAR EM VOCÊ FORA DO PALCO (Rede social)?

É… porque o que era para ser um ambiente de socialização, ainda que virtual, com sua permissão passou a ser um palco de vertentes absurdas sobre você e sua pessoa. Caso prefira permanecer na ilusão e continuar dando bom dia, boa tarde e boa noite aos “amados amigos do face”, cuidado, sua atuação pode parecer incrível para quem não te conhece e ridícula para quem de fato te conhece!

Pode ser assim, sim!

Se tiver que se declarar que seja em vida, que seja sem cerimônia, entre ditos e atos, que não precise de ocasião, que não tenha hora marcada, que seja no ritmo do que você sente pra valer.

Que distância e saudade te tornem independente delas e não sejam desculpas ou incentivos para motivação ou não. Que a coragem para tanto seja inerente ao seu ser, que seja maior do que o interesse em demonstrar para o mundo o que sente, que não seja fruto de carência, melhor que seja de transbordamento.

Que seu sentimento seja particular e te permita dizer na presença, olho no olho, palavras na boca e voz no ouvido, na constância de um abraço firme, daqueles com a força da segurança e as amarras da verdade.

Que as frases não sejam copiadas, meras reproduções de sentimentos alheios, você tem seus próprios sentimentos, seja capaz! Dispense as aspas, use sua autoria, quem ama sente e sabe sentir e creio eu que quando quer, sabe sim, expressar-se sem o auxílio de chavões, de um público, de uma cena, de aplausos, de uma rede social ou coisa assim.